sexta-feira, 11 de junho de 2010

Numa caverna escura eu vi um brilho lento,
Um vislumbre de estrela
Ou rastejo até o brilho, ou tudo se apagará!